Cidade de São Pedro

Panorama de São Pedro vista do Mirante do Cristo.

Panorâmico da cidade de São Pedro/SP

Estância turística

São Pedro é um dos 29 municípios paulistas considerados estâncias turísticas pelo estado de São Paulo, por cumprirem determinados pré-requisitos definidos por lei estadual. Tal status garante a esses municípios uma verba maior por parte do estado para a promoção do turismo regional. Também, o município adquire o direito de agregar junto a seu nome o título de Estância Turística, termo pelo qual passa a ser designado tanto pelo expediente municipal oficial quanto pelas referências estaduais.

História

Os irmãos Joaquim, José e Luiz Teixeira de Barros, vindos de Itu, compraram a Sesmaria do Pinheiros onde é hoje São Pedro, vieram com eles: escravos, empregados e familiares. Nesta mesma área passava o Picadão, caminho que partia de São Paulo em direção a Cuiabá e onde hoje é o centro histórico havia o chamado Pouso do Pidadão, que era cuidado pelo tropeiro Floriano de Costa Pereira, o Florianão.

Dos irmãos Teixeira de Barros, Joaquim foi considerado o “povoador” e como de praxe erigiu uma capelinha que tinha como padroeiro São Sebastião. Autorizado pela Igreja Católica recebeu o nome de Capela do Picadão.

O nome e o padroeiro não agradaram a população e logo foi mudado para Capela de São Pedro. A fertilidade da terra atraiu outras famílias, em 1864 o povoamento foi elevado a Freguesia. Em 1867 chegou o primeiro sacerdote padre Aurélio Votta, italiano. Em 1879 o Barão de Iguape, Capitão Veríssimo Antônio da Silva Prado aqui estabelecido como fazendeiro, conseguiu a elevação para a categoria de Vila. Na sequência, 1881, conseguiu o desligamento de Piracicaba e em 1882 a comarca e chegou o primeiro juiz, João Baptista Pinto de Toledo.

Na imigração italiana, período de 1890, e a produção de café projetaram o município.

Quando então em 1893 chegou o ramal de estrada de ferro. Nesta época do café foi instalado a Santa Casa de Misericórdia, cemitério, grupo escolar, cadeia, prefeitura e câmara além da igreja matriz.

Na década de 1920 a procura de petróleo descobriu fontes de águas e o início das Termas de São Pedro, hoje Águas de São Pedro que foi emancipado na década de 1940. Por volta de 1934, os então diretores da Companhia Petróleos do Brasil, criada por Monteiro Lobato em 1931, Ângelo Balloni e Vittorio Miglieta, coordenaram a instalação do poço Balloni II, que tornou-se um marco por ser considerado o de maior profundidade perfurada atingida no Brasil (1.815 m). A sonda permanece até hoje no local .

Sobre o Município de São Pedro

Tradicionalmente conhecida por suas belezas naturais, a versatilidade faz parte da característica da Estância Turística de São Pedro. Localizada no interior de São Paulo, a cerca de 200 quilômetros da capital paulista, a cidade de pouco mais de 32 mil habitantes repousa na encosta da Serra do Itaqueri.

Ao mesmo tempo que oferece uma diversificada rede hoteleira para quem busca descanso e tranquilidade, é visitada por milhares de aventureiros que curtem fazer rapel, trilhas de jipe, voos de asa-delta e parapente, balonismo, off-road e banhos de cachoeira.

Com sua área urbana cortada pelos ribeirões Pinheiro e Samambaia, São Pedro é berço do Rio Jacaré-Pepira. Está a 580 metros do nível do mar e tem a seu favor um clima ameno e agradável que dura quase o ano todo. No alto da serra as cachoeiras chamam a atenção pelas quedas naturais, rodeadas de muito verde.

É lá também que fica o penhasco Cruzeiro do Facão, a destilaria da famosa Cachaça da Diretoria, o antiquário Vila Del Capo, a Igreja Santo Antônio, que guarda uma relíquia do santo de Pádua doada pelo Vaticano, e também a centenária Igreja Presbiteriana Boa Vista do Jacaré – uma das primeiras do Brasil.

Além da Rampa de Voo Livre, a estância é conhecida por um dos seus mais belos cartões postais, o Parque do Cristo Aureliano Esteves, onde o turista pode apreciar a vista pelo alto e, em dias claros, enxergar municípios vizinhos, como Piracicaba e Rio Claro.

Entre os atrativos culturais e históricos que fazem toda a diferença, a Secretaria de Turismo destaca do Museu Gustavo Teixeira, que leva o nome de seu filho e poeta maior. No Boulevard Dona Hermelinda há uma feira de artes e artesanatos com o melhor da produção local. Já a Feira do Produtor, no bairro Santa Cruz, todas as manhã de sábado os moradores da área rural vendem produtos hortifrutigranjeiros, queijos, doces artesanais – e também tem moda de viola para acompanhar.

Ainda na zona urbana é possível fazer caminhada e exercícios físicos no Parque Maria Angélica Manfrinato. Além do clima agradável produzido por diversas espécies de árvores, tem um belo lago, quiosques, fonte de água mineral, playground para as crianças e também a loja da Associação de Artesãs de São Pedro, Art´s Trama.

Entre os principais eventos do calendário anual, São Pedro é conhecida pelo tradicional Carnaval da Família, a encenação da Paixão de Cristo, quermesses de São José, Santo Antônio e São Pedro, o Encontro de Motociclistas e a Semana Gustavo Teixeira.

Para abrilhantar tudo isso, a gastronomia é marcada desde luxuosos jantares servidos nos hoteis como a comida caipira feita em fogão à lenha nos restaurantes e pousadas. E para quem gosta da sobremesa, o doce de Jaracatiá, fruta típica da região, colhida apenas no mês de fevereiro, é algo que o turista não pode deixar de experimentar. 

Área609,091 km² 
População33,966 hab. IBGE/2014
Densidade51,98 hab./km²
Altitude550 m
Climatropical de altitude Cfb
Fuso horárioUTC−3

Fonte da informação Wikipédia Brasil clique aqui mais resultados sobre a cidade de São Pedro